Weby shortcut
Youtubeplay
Nota PPGAS

Nota do PPGAS frente à prisao de estudantes da UFG

O Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, da Faculdade de Ciências Sociais, da Universidade Federal de Goiás, manifesta sua preocupação com a prisão preventiva de três estudantes da UFG, sendo um deles aluno da nossa Faculdade,pleiteando que seja garantido o direito a ampla defesa e à integridade física como rege o Estado Democrático de Direito. Como antropólogos, manifestamos a nossa estranheza diante de uma orquestra de atos repressivos em várias partes do país por conta dos que se manifestam publicamente contrários a atual política do governo brasileiro de promover  megaeventos, enquanto a saúde, a educação e o sistema de transporte  públicos se encontram em estado de falência. Citamos à invasão da PM no Campus da UFSC e, como desdobramentos, a intimação de docentes, estudantes e técnicos da Universidade Federal de Santa Catarina a comparecer na sede da Polícia Federal.  Parece haver um processo  abrangente de criminalização dos movimento sociais. Some-se a isto a paralisação das demarcações de terras indígenas e quilombolas, que indica  ausência do debate plural e  humanista nas políticas  implementadas pelo atual governo, que ignora qualquer possibilidade de manifestação de dissenso por parte de povos tradicionais, movimentos sociais ou opositores políticos: o que não é próprio de um regime democrático que valorize o exercício da cidadania.

Os professores e alunos do PPGAS-UFG manifestam publicamente repúdio a estas ações e convidamos as Universidades, associações profissionais e  sociedade a promoverem um debate público e de vigilância  frente aos rumos tomados pela política de segurança pública, coincidentemente há poucos dias antes da Copa. 


Colegiado do PPGAS